editorial: Sobre o Coronavírus…

Talvez esse seja um dos momentos mais desafiadores de nossas vidas, mas também de maiores aprendizados. É um tempo de reflexão.

Estamos entendendo o verdadeiro conceito do: somos todos semelhantes. Não importa cor, sexo, classe social, nacionalidade, estamos em risco e em tempos de quarentena.

Não tem mais shows, eventos esportivos, missas e cultos, escola.

Nesse momento podemos parar, nos lembrar e sentir gratidão por aqueles que muitas vezes esquecemos e que silenciosamente cuidam de nós e que hoje mais do que nunca estão nas ruas: profissionais da saúde, policiais, bombeiros, da área de limpeza, da área de transporte que estão indo e vindo com tudo o que é preciso para nos manter em casa, entre outros…

E muitas pessoas estão desesperadas com seus negócios, mas na realidade, esses negócios que irão quebrar em tão pouco tempo, já estavam mais que quebrados. Só que agora estamos em quarentena ficou muito fácil colocar essa crise como culpada.

Outras pessoas estão com medo de ser demitidas, mas na realidade, já existia um medinho quanto a isso em seu coração.

O quanto antes as pessoas olharem para o espelho e encontrarem os culpados por suas perdas, fica mais fácil a retomada. Tire o foco do momento e coloque o foco em você.

E se você quebrar/falir? E se você for demitido? Quebrado/falido/demitido se reergue. Morto não! Queira viver. O mundo não vai acabar.

Um vírus chegou e parou a humanidade. E em tempos de pandemia, há coisas boas acontecendo.

A natureza está tendo uma trégua.

Pessoas se deram conta que o seu Deus, não está nos templos, e sim está muito próximo, dentro de si e de suas casas.

As escolas estão se reinventando e dando um salto de anos, antecipando projetos de usar mais o online, para que nossas crianças não percam aulas.

Pessoas que já não ficavam mais em casa, seja pelo trabalho, seja por não gostar da sua própria companhia ou de quem lá vive, estão fazendo.

Casamentos serão restaurados, outros sairão da hipocrisia e serão desfeitos.

Pais conhecerão seus filhos mais do que as babás, que estão lá em suas casas cuidando só dos seus. Você conhecerá cada cantinho da sua casa, cuidará e arrumará ela, sentindo gratidão e desejo para querer melhorá-la num futuro breve. Afinal, percebeu que ficar em casa é até bom!

Negócios que rodavam sem planejamento e estão à beira do abismo, serão reprojetados ou finalizados. E a partir desse planejamento novos negócios nascerão, já estão nascendo, tem movimentos incríveis já acontecendo.

Afinal, hoje você tem o tempo e pressão do momento a seu favor para inovar e criar.

Pessoas que nunca na vida tinham sentado para realizar seu planejamento financeiro pessoal, estão fazendo, aprendendo, se surpreendendo e agindo.
E o mais importante, cuide do seu emocional, este será essencial para que tenha saúde física.

Use esse tempo para se fortalecer e quando voltar: voar!

A escassez de hoje, vai demandar muitas oportunidades no decorrer e ao final de tudo isso. Muitos estão em pé, firmes e preparados para agarrá-las. E você?

Ore pelo mundo, por aquelas pessoas que estão até mesmo querendo tirar suas vidas.

Ajude pessoas.

Ajude da maneira que puder: com dinheiro, ombro, conhecimento, sorriso, você vai saber como, mantenha apenas a empatia e saberá como.

E lembre-se que ser exemplo é uma excelente maneira de ajudar. Isso serve para amigos, filhos, pais, desconhecidos, clientes, fornecedores, vizinhos….

Se ainda estiver no luto: saia. Já deu! Se ainda estiver mergulhado na insatisfação e reclamação: seja grato por estar vivo. Assuma o controle da sua vida nesse momento e planeje a sua retomada.

É tempo de transformação para todos nós. Escolha quem quer se tornar. E comece a trabalhar nisso.

Com amor! 😊
Light Consulting e Coaching, Tatiana Meletti e Fábio Lima

Nenhum Comentário

Gostou? Deixe um comentário.