Plano de Contigência Empresarial

A grande preocupação neste momento para alguns empresários está relacionada a pensar em como ficarão seus negócios durante e após a crise.

Algo que já é previsto em um planejamento estratégico estruturado, e anualmente na revisão de plano orçamentário é a identificação e preparação para ameaças que são externas ao negócio, por isso a matriz SWOT é utilizada. (Veja postagem sobre matriz SWOT no perfil).

Muito comum são os executivos e gestores não se atentarem para as ameaças listada na matriz, pois acreditam e focam muito mais nas oportunidades e pontos fortes do negócio, e que sobre as ameaças não teriam ações ou defesas, porém, aos que já são acostumados com estas previsões, percebem que há sim opções e planos de contingência para todas as situações.

Empresas grandes, e governos se preparam com antecedência para estas situações, e ai entram os profissionais de compliance, auditoria, controles e riscos, muitas vezes percebidos como não necessários ou os “chatos” em uma empresa ou empreendimento, porém eles são essenciais e precisam estar presentes em todas as organizações que querem e precisam sobreviver e se perpetuar independente dos cenários.

Nas próximas postagens detalharemos este processo para trazer consciência que existe e que é o grande diferencial entre empresas, governos e instituições que se recuperam das crises e outras que não sobrevivem e desaparecem rapidamente.

Objetivo é ajudar para que possam conhecer, quem não conhece, está abordagem de gestão empresarial – GCN (Gestão de Continuidade de Negócios) que somos muito familiarizados e experientes por já considerar catástrofes naturais, pandemias, furtos, roubos, interrupções de abastecimento, saída de pessoas chave do negócio (sócios, gestores, clientes, fornecedores), nos modelos de gestão e por atuar em áreas de controle e riscos empresariais por mais de 20 anos.

Esperamos contribuir e ajudar para que se preparem da melhor maneira para esta recuperação pós evento externo. Vamos nessa?

Nenhum Comentário

Gostou? Deixe um comentário.